Tags

, , ,

Do Portal Terra

A publicitária Marília Maganeti Lazarin, de 25 anos, não é do tipo que faz grandes mudanças no cabelo. Para ter uma ideia, ela fez um corte Chanel apenas uma vez, quando ainda era criança, e, depois disso, sempre manteve o comprimento longo. “Até tinha vontade de ousar mais, mas não tenho coragem”, justifica. Apesar disso, ela topou participar da transformação com a hairstylist Letícia Balduíno, do NaBahia Art em Cabelos, em São Paulo.

Para não assustar, a cabeleireira não sugeriu nada radical. “Minha proposta é tirar essas californianas, subindo as luzes em degradê até a raiz e modernizar o corte, tirando uns cinco dedos de comprimento e dando uma repicada”, disse Letícia. As sugestões foram aceitas na hora por Marília e a hairstylist logo deu início à transformação.

Pré-corte e luzes

O primeiro passo do processo foi o pré-corte, no qual Letícia mexe apenas na base. Depois dele, chegou a hora das luzes. A cabeleireira optou pelo método eriçado – quando as mechas são desfiadas antes de receberem o descolorante – para não marcar a raiz e deixar um efeito bem natural.

Passado o tempo de ação da química, Marília foi levada ao lavatório para terminar a coloração com a aplicação do tonalizante. Em seguida, os fios foram lavados e condicionados com os produtos da linha profissional da Seda.

Finalização do corte e escova

A etapa seguinte foi a definição do corte. Letícia manteve a base reta, deu uma repicada nas pontas e desfiou a franja, deixando-a na altura do nariz para ser usada de lado.

Para finalizar todo o processo, a cabeleireira fez uma escova modelada em Marília e a maquiou. Depois ela soltou os cachos com os dedos para deixar o visual mais natural. A participante não poderia ter ficado mais feliz com o resultado final de sua transformação. “Adorei! Ficou diferente sem precisar mudar muito”, disse.

Fotos: Andrea Felizolla